Arquivo da categoria: Curiosidades

Curiosidades sobre ciclismo em geral.

Trek Supercaliber

Quem sabe um dia…

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Tecnologia

Transformando o velho em vintage.

Ganhei uma sapatilha antiga, da marca SIDI italiana, modelo Air Plus ano 1993, aparentemente muito pouco usada. Quando fui experimentar notei que apesar de conservada, o tempo foi cruel com as partes plásticas, e ressecou tudo. As presilha estavam quebradiças, que mal coloquei no pé e começaram a quebrar, não foi preciso nem apertar muito. Por um instante fiquei chateado, mas logo percebi que poderia aproveitá-la melhor transformando-a em um estilo mais clássico ainda, afinal a parte da sola e do couro estão ótimas. Fiz também um taco para encaixe no pedal(usado com firma pé), essa sapatilha só será usada com a minha Caloi 10 1976 que tem pedais originais e firma pé. Vejam as fotos da sapatilha antes e depois e do taco que fiz com pedaços de braço de pedivela de alumínio.

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Dicas, Fotos

Giro Vecchio de Outono 2019

A edição de Outono do Giro Vecchio de 2019 aconteceu hoje, domingo(19) na cidade de São Roque-SP na Quinta do Olivardo na Estrada do Vinho. Um evento fantástico, exclusivo para bicicletas com mais de 30 anos, e os ciclistas também se vestiram com roupas da mesma época. O pedal/passeio foi de 25Km em uma estrada bastante dura, com muitas subidas que para a maioria das bicicletas eram bastante difícies, a altimetria acumulada dos 25Km chegou próximo de 500 mts. Mas isso não foi problema pra galera bastante animada, o clima estava sensacional, tivemos até um piquenique no meio do caminho, na Vinícola Palmeiras. Estava tudo muito bom, e para quem tem uma magrela velhinha em casa eu recomendo.

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Fotos, Imagens Incríveis

Convercycle

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Tecnologia

Scott Scale LTD 26″ – Placa preta!

Com a chegada das MTB’s aros 29″ no mercado, seria normal que as 26″ ficariam cada dia com o valor mais baixo, e ainda tem as 27,5″ como uma terceira opção.

Mas fazendo uma busca atualmente pela internet, é incrível ver a quantidade de mountain bikes aro 26″ à venda, modelos de carbono e tops de linha na maioria das vezes, por preços muito baixos. O modismo fez com que essas bicicletas maravilhosas parecessem modelos ruins, mas engana-se quem pensa assim. Apesar de ter a roda 12% menor, uma MTB 26″ top de linha pesando em torno de 9kg é muito melhor que uma aro 29″ básico ou até mesmo intermediária pesando entre 11,5 – 14kg ou até mais dependendo do modelo.

Semana passada comprei para minha esposa, uma MTB aro 26″ conforme defendo aqui. Por se tratar de uma bicicleta usada, estou fazendo uma revisão geral nela, pra ver como está tudo. Fiquei impressionado com a qualidade dos componentes e com a leveza do quadro. A bike montada pesa pouco menos de 9KG. O preço que paguei, se fosse comprar uma 29″ com certeza compraria um modelo bem básico acima de 12KG e certamente ela não teria a mesma performance.

Suspensão FOX, freios e pedivela Shimano XT, transmissão Sram XO, cubos DT Swiss…

Revisão em andamento.
Quadro tamanho 15,5 pesando 976 gramas.


Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Dicas, Manutenção

Col. du Café

No interior do estado de São Paulo entre Lindóia e Serra negra, via Bairro da Serra, encontrei essa bela plaquinha. Imagine como seria bacana se tivesse muitas assim por todos os lugares…

2018-09-03_16h18_16

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Fotos, Treinos

Recorde da Hora – Tentativa.

A marca de 54.526 km em uma hora, obtida em 7 de Junho de 2015 por Bradley Wiggins, em Londres,  não foi superada.
Nesta quinta-feira 26/07, pedalando na altitude de Aguascalientes, no México, o dinamarquês de 33 anos, Martin Toft Madsen registrou 53.630 km em uma hora de pedal. A marca é 896 metros inferior ao recorde de Wiggo, porém deixa Madsen com o segundo melhor tempo, superando os 52.937 km/h feitos por Alex Dowsett em maio de 2015, no velódromo de Manchester.
Madsen começou o desafio de forma muito intensa e no primeiro quarto da tentativa, com pouco mais de 50 voltas rodava acima do recorde de Wiggo. Porém com 106 voltas e a uma velocidade média de 54.416 km/h o cansaço e o rigor exigido pelo desafio começaram a minar o desempenho e assim nas 50 voltas finais sua velocidade média havia caído para 52,3 km/h, o que o deixava longe do recorde, ao final de 1 hora Martin Toft Madsen percorreu 53.639 km, para empatar com Wiggo faltaram pouco mais de 3,5 voltas.
No dia 22 de agosto, no mesmo velódromo mexicano, será a vez do holandês Dion Beukeboom, de 29 anos.

fonte: MundoBici

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Informações Gerais